segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

“É preciso aproximar a ciência do leigo”, diz diretor do Ministério C&T

Douglas Falcão Silva é do Departamento de
Popularização e Difusão da Ciência
Desde a hora em que acordamos até quando vamos dormir estamos cercados de ciência e tecnologia, seja nos alimentos que consumimos, na casa em que moramos ou no smartphone em que nos comunicamos. E divulgação científica é fundamental para que o cidadão do século XXI tenha consciência de toda a tecnologia que o rodeia.
Este e outros assuntos foram tratados pelo Diretor do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Dr. Douglas Falcão Silva, em visita à Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), nesta sexta-feira (23).

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Estudo da UEMS mostra potencial da economia criativa no Pantanal de MS

Eduarda Rosa

Em épocas de crise, ter criatividade é essencial. E a economia criativa vem ao encontro das comunidades, utilizando da própria cultura, tradições e produção de artesanatos para melhorar a economia local. Um estudo produzido no Mestrado em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos (PPGDRS), da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul em Ponta Porã, mostrou que o patrimônio cultural brasileiro é riqueza abundante para o desenvolvimento da Economia Criativa, destacando dentre eles no Mato Grosso do Sul, o Pantanal.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Fantasia ou realidade, como falar sobre morte com as crianças?


Eduarda Rosa

Com seu manto e capuz negros, foice e gadanha em mãos em um ambiente quase sempre cercado de escuridão e árvores secas, a imagem que popularmente construímos sobre a morte no Brasil reforça ainda mais os estigmas e tabu que envolvem o tema. Se a iconografia da morte enche de medo muitos adultos, a simbologia também não ajuda a desmistificar o assunto quando o interlocutor é uma criança.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Pesquisadoras da UEMS criam sorvete nutritivo com Maracujá do Cerrado

Eduarda Rosa
Um sorvete sempre é bem-vindo, principalmente, em dias mais quentes e se ele for nutritivo e fizer bem a saúde, melhor ainda. Pensando em todos estes aspectos, pesquisadoras do curso de Engenharia de Alimentos, da unidade de Naviraí, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), desenvolveram um sorvete de Maracujá do Cerrado, enriquecido com a farinha da casca.

UEMS promove primeira defesa de TCC em Guarani

Reseno Jorge foi o primeiro acadêmico
a apresentar o TCC em Guarani
Eduarda Rosa

O acadêmico Reseno Jorge, do curso de Letras Português/Espanhol, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), foi o primeiro aluno da Instituição a apresentar oralmente o Trabalho de Conclusão de Curso em Guarani, também, pela primeira vez, com uma banca avaliadora de professores fluentes no idioma.
A apresentação foi feita em Português e Guarani, com parte da arguição apenas em Guarani, no dia 21 de novembro. Para o professor Adilson Crepalde, orientador do trabalho, a apresentação foi um motivo de orgulho e emoção para os cursos de Letras da Universidade.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

“Investir em universidade gera crescimento na economia”, diz Aldo Bona

Presidente da Abruem, Aldo Nelson Bona
Eduarda Rosa

“A presença de universidades no interior de um Estado, como é o caso da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS), são fundamentais para que os Estados tenham um desenvolvimento harmonioso – tanto na capital, como no interior. E neste sentido o fortalecimento da Universidade é decisivo para isto”, ressaltou o presidente da Associação Brasileira de Universidade Estaduais e Municipais, Aldo Nelson Bona, durante o seminário Diálogos Republicanos, no Tribunal de Contas do Estado, em Campo Grande, nesta quinta-feira (10).

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Pesquisa mostra que microalga pode ser utilizada na produção de biodiesel

As microalgas também são multiplicadas em laboratório
Eduarda Rosa

Já é amplamente difundida a ideia da produção de biodiesel a partir de óleo de soja e outras oleaginosas, porém, pesquisadores da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) vêm estudando outras fontes de matéria-prima para este fim, sendo uma delas, as microalgas.
Um dos trabalhos nesta área é a iniciação científica realizada pelo acadêmico de Engenharia Ambiental, Jairo Pereira de Oliveira Junior, orientado pela professora Leila Cristina Konradt Moraes. Na pesquisa, o biodiesel, mesmo produzido em pequena escala, teve a sua estabilidade oxidativa próxima aos valores previstos como padrão pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

SNCT: UEMS recebe cerca de 500 alunos de dez escolas da região

Estudantes de dez escolas de Dourados
e região visitaram a UEMS
Eduarda Rosa
A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) recebeu cerca de 500 alunos de dez escolas do campo e urbanas de Dourados e Itaporã nesta quinta-feira (20). Eles formaram uma grande feira de ciências junto aos acadêmicos da Universidade, além de visitarem os laboratórios e participarem de diversas atividades. A programação faz parte da 13ª Semana Nacional de Tecnologia (SNCT), que neste ano tem o tema “A Ciência Alimentando o Brasil”.
Participaram estudantes desde o Ceim (Centro de Educação Infantil Municipal) até o 3° ano do Ensino Médio. Eles puderam apresentar trabalhos e conhecer mais sobre diversas áreas, como por exemplo, o funcionamento do fogão solar, a fabricação cerveja e chocolate. Puderam assistir a contação de histórias e exibição de filmes educativos sobre a importância de preservar o meio ambiente. Além de visitar laboratórios, fazer um tour pela Universidade e conhecer um pouco mais sobre astronomia em sessões do Planetário – organizadas pela Secretaria Municipal de Educação de Dourados.
Todos os cursos da Universidade foram envolvidos, mas mais diretamente os de Letras, Biologia, Física, Química, Pedagogia e o Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais. De acordo com o professor da UEMS, Adilson Crepalde, o objetivo é que haja troca de informações entre os alunos das escolas do campo e os universitários.
“Nós percebemos a consciência ecológica que as escolas do campo estão desenvolvendo, quando se conversa com os alunos a fluência deles em relação aquilo que eles fazem, eles conhecem as plantas, o que produzem, como controlam as pragas de maneira sustentável. Eles conhecem do que estão explicando, por isto tem facilidade para falar, daí se percebe o quanto informados e engajados eles estão na produção de alimentos orgânicos”, disse Crepalde.
Segundo o Assessor de Educação no Campo da Coordenadoria Regional de Educação da Grande Dourados, Mauro Sergio Almeida, com o tema da SNCT foi possível demostrar vários experimentos feitos nas escolas rurais em relação a segurança alimentar e agricultura familiar.
“Temos um currículo diferenciado na escola do campo que é Terra Vida e Trabalho (TVT), então nós trabalhamos agroecologia, sustentabilidade e agricultura familiar. Ela é uma disciplina que fomenta espaços para projetos interdisciplinares, específica do campo. Os professores tem especificidades do campo para poder trabalhar as regionalidades. Então cada escola trabalha a sua regionalidade”, explicou Almeida.
A aluna da Escola Estadual Dom Bosco, de Indápolis, Isabela Santos Silva, de 16 anos, apresentou um trabalho sobre biofertilizantes e aproveitou para conhecer a Universidade. “Os biofertilizantes são a base de cinzas, adubo e compostera, que são formas tradicionais que não vão agredir nem as plantas, nem a saúde de quem consome os vegetais. Achei bastante interessante este dia porque é uma forma dos alunos interagirem com a faculdade, poder conhecer várias outras pessoas e saber de muitas coisa que eu desconhecia”, relatou a garota.

http://www.uems.br/noticias/detalhes/snct-uems-recebe-cerca-de-500-alunos-de-escolas-de-dourados-e-regiao-145723

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Agricultores dão aula sobre agroecologia durante a SNCT da UEMS

Agricultores explicaram sobre o funcionamento do sistema agroecológico
Eduarda Rosa
Os agricultores da Feira Agroecológica do Parque dos Ipês, em Dourados, deram uma verdadeira aula sobre o sistema de produção agroecológico, nesta terça-feira (18),  na própria Feira, durante programação da 13ª Semana Nacional de Tecnologia (SNCT), que neste ano tem o tema “A Ciência Alimentando o Brasil” e objetiva aproximar a população dos conhecimentos gerados na Universidade e na produção alimentar do campo.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

UEMS implanta 11 Centros de Pesquisa, Ensino e Extensão no Estado


Eduarda Rosa
A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) está em processo de implantação de onze Centros de Pesquisa, Ensino e Extensão (Cepex) que serão referência em diversas áreas na Universidade, como educação, recursos naturais, linguagens, ciência animal, agronomia, saúde, engenharias, raça e etnia, em seis cidades de Mato Groso do Sul.
Os Cepex estão sendo implantados nas unidades da UEMS de Cassilândia, Aquidauana, Paranaíba, Campo Grande, Dourados e Naviraí e tem o objetivo de promover o desenvolvimento científico e tecnológico dentro das suas linhas de atuação, criar ações voltadas prioritariamente ao desenvolvimento do estado de Mato Grosso do Sul e da sociedade em geral.