sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Debutante, cadela ganha bolo e foto em homenagem aos 15 anos de cãopanheirismo

Princesa vestida como tal, cachorra teve bolo e velinha no aniversário de 15 anos. (Foto: Eduarda Rosa)
Princesa vestida como tal, cachorra teve bolo e velinha no aniversário de 15 anos. (Foto: Eduarda Rosa)
Paula Maciulevicius
Um dia antes de Eduarda fazer 11 anos, Princesa chegou de "presente". Louca para ter um cachorro em casa, a então menina teve o sonho realizado pela vizinha, depois de muita insistência da tia. Princesa é filha de uma pinscher numa cruza que ninguém sabe com qual raça foi. Mas ela nasceu linda, cor de caramelo e gordinha.

"Ela é o meu presente simplesmente por sempre estar presente. Desde o Ensino Fundamental, ela estava ali do meu ladinho, até quando eu não podia dar atenção no TCC, Princesa estava me dando apoio moral", conta a jornalista Eduarda Fernandes da Rosa, de 25 anos. 
O nome dado à cadela mostra o quão novinha a dona era quando Princesa chegou. "Por que do nome? Ah, acho que para mim ela é uma princesa", explica Eduarda.
Foto no bolo.  (Foto: Eduarda Rosa)Foto no bolo. (Foto: Eduarda Rosa)


























Todo aniversário de Princesa é comemorado na casa com bolo de ração. Mas quando os 15 anos chegaram, a pet virou debutante e a dona percebeu que ela merecia mais. "Neste ano vou fazer umas fotos antes como forma de homenagem, porque não sei quanto tempo ela ainda vai ficar comigo", admite Eduarda.
Quando era mais novinha, Princesa esperava a dona no portão de casa e hoje, é Eduarda quem precisa acordá-la, na maioria das vezes. "Mas a carinha dela ao me ver ainda é muito emocionante", descreve.
Hoje a cadela já não ouve tão bem, também enxerga com dificuldade e identifica as pessoas que chegam mais pelo cheiro. "Os veterinários até brincam que ela é uma velhinha enxuta e que está bem para a idade. Ainda corre atrás da bolinha e quando enxerga um gato, também vai atrás", conta a dona.
De todos estes anos, são várias as histórias cãopartilhadas, mas uma em especial marcou Eduarda. "Ela teve que fazer uma cirurgia uma vez para tirar o útero. Nossa, eu fiquei muito triste, com medo de perdê-la", lembra.
A expectativa de vida da cadela é de no máximo mais dois anos. E feliz da vida, Princesa curtiu o "agora" e sua vez como debutante.
Dona sabe que a despedida se aproxima e quer ter guardada imagem da cãopanheira.  (Foto: Eduarda Rosa)Dona sabe que a despedida se aproxima e quer ter guardada imagem da cãopanheira. (Foto: Eduarda Rosa)

https://www.campograndenews.com.br/lado-b/comportamento-23-08-2011-08/debutante-cadela-ganha-bolo-e-foto-em-homenagem-aos-15-anos-de-caopanheirismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário