terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Observatório Solar era “aplicativo” de índios brasileiros há mil anos

Por: Eduarda Rosa | Postado em: 12/01/2016

O Observatório Solar Indígena da UEMS faz parte do catálogo de Centros e Museus de Ciência do Brasil
Saber a previsão do tempo, a época de plantar, colher ou ter filhos é muito fácil com os conhecimentos e as tecnologias atuais, mas há cerca de mil anos, no sul do Brasil, não era tão simples ter estas informações. Então índios brasileiros criaram o Observatório Solar e com este “equipamento”, formado basicamente de pedras, eles poderiam saber as respostas das perguntas anteriores e muitas outras.
“Se fosse hoje, o Observatório seria uma espécie de aplicativo de celular, em comparação devido as utilidades que ele tinha”, disse o professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Edmilson de Souza. Tantas são as curiosidades por trás deste dispositivo, que a UEMS tem um Observatório Solar Indígena, na sede em Dourados, que faz parte do catálogo de “Centros e Museus de Ciência do Brasil 2015”, uma publicação com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).